Amante de Poucas Linhas

lkl

Sinto a presença
do teu amargo
doce estrago
que volta pra mim,
essa azedume
que eu tanto gosto.
Não quero fim
do teu riso,
indeciso,
que junto da solidão
acha abrigo
colado a mim
e permanece, por fim

(Texto e Ilustração por Melina Coelho)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s